segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Curtis e o sono















Volta e meia espreito o Celebrity Apprentice e, na temporada que estou a ver, um dos concorrentes é o conhecido chefe australiano Curtis Stone. Uma entrevista dele sobre o facto de ser pai recente e as vicissitudes do sono chamou-me a atenção: 

http://omg.yahoo.com/blogs/celeb-news/curtis-stone-why-chefs-more-sleep-parents-022655949.html


A certa altura o rapaz diz:


"But what’s been most surprising about parenthood? “How people get through life with such little sleep and don’t complain about it,” Stone tells omg!. “As a chef, you feel invincible and like you work around the clock, but then you realize that the majority of the world actually got a lot less sleep than you, because their kids keep them up at night."


Eu estou definitivamente incluída nessa parte do mundo que sobreviveu meses a fio (basicamente um ano e tal), e volta e meia sobrevive ainda dias a fio ou semanas, com privação do sono. É um estado que não se consegue explicar a quem não tem filhos, o que por vezes pode ser frustrante, especialmente se isso se passar no meio laboral. É um estado que temos de ultrapassar diariamente e ir buscar energias onde não sabíamos que existia alguma. É ir tentando tomar vitaminas, esquecer o cansaço, concentrar o melhor que se pode (se bem que concentração não combina com privação do sono lol). É pensar que se os outros sobrevivem a este estado meio zombie semi-permanente, nós também conseguimos. É pensar nas coisas boas de ter filhos e pensar que isto do sono "faz parte". É, mesmo estando cansadas de um dia de trabalho, ir buscar os filhos à escola e o nosso coração bater apaixonado como se tivessemos a nossa maior primeira paixão de sempre.


Dito isto... já é tarde, mas mesmo assim e tentando fazer um esforço por ir escrevendo no blogue e tentar assim ter alguma "vida própria", me despeço porque zzzzzz estou cansadita.


Boa noite.