domingo, 9 de agosto de 2015

O M. fez 5 anos

E eu andei pasmada uns dias. 5 anos.
Ainda me lembro bem de ti com meses, muito pacífico, sempre na boa. Não te davam este brinquedo, pegavas no outro. Estava sempre tudo ok, eras muito calminho. Durante muito tempo mal reagias à minha presença, era como se fosses indiferente, mas um dia tudo mudou e até hoje é "mamã para aqui, mamã para ali", adoras mimos, és carinhoso (embora cada vez mais independente). És muito engraçado, fazes palhaçadas a toda a hora, estás bem mais reguila e destemido do que há uns 2 anos, ou até há 1.
Ainda adoras que seja eu a deitar-te, embora cada vez menos te dê um colinho antes de dormires, na cama, e vás logo deitar-te (mas NUNCA antes de uma boa história). És um rapazinho crescido mas adoro ver como não consegues dormir sem a tua almofadinha e o teu peluche. Cada vez que te vou espreitar à cama vejo um rapaz cada vez mais comprido e lindo.
Estás cada vez com mais manhas e tentas ludibriar a malta cada vez com mais pinta para teres o que queres. Mas tens sentido de humor e muitas vezes és desarmado com brincadeira e sentido de humor de volta. Outras vezes é birra da grande e lá temos de respirar bem fundo...
Choras e amuas com facilidade, mas dás-te bem com toda a gente e muitos miúdos querem ser teus amigos, mais do que tu o queres ser a eles. Gostas de brincar em grupo, mas tens muitos momentos em que gostas de estar apenas contigo.
Tem sido uma surpresa ver-te crescer. Tem sido um desafio enorme educar-te, sempre com tantas dúvidas, mas sempre com muito amor.
És o meu primeiro filho, o meu primeiro amor incondicional.
Parabéns meu fofo.