quarta-feira, 17 de junho de 2015

9 meses!

"E cá estou. 9 meses. O mesmo tempo que estive na barriga da minha mamã.

Estou grande e visto a roupa do meu mano de quando este tinha 1 ano (a etiqueta diz 12 - 18 meses). Toda a gente me diz que sou a cara dele (e até tenho muitas "expressões" dele, segundo os papás, mas tenho os olhos maiores e verdes, e um formato de cara diferente. Sou muito expressivo: ou dou sorrisos do tamanho do mundo ou choro muito sentido porque os meus papás se afastam (ou se já estou aborrecido de brincar sozinho) ou falo ao desbarato. A minha mãe derrete-se quando fico muito aflito se não me pega logo ao colo mal ela chega à escola; o meu pai derrete-se quando chega a casa e fico muito aflito se não me tira logo do chão ou da cadeira; e eu basicamente derreto-me quando o meu irmão me dá atenção - ele é o meu maior ponto de interesse. Observo atentamente todas as macacadas que faz, e faz mesmo muitas. Agora já me dá mais atenção. Há uns 2 meses atrás ignorava-me um bocado. Acho que topou que eu era competição forte. Eu não me importava muito porque os papás eram suficientes, mas confesso que a vida me sorri mais quando ele me dá beijinhos ou vem para ao pé de mim brincar.

Adoro a minha avó B. Ela é muito querida comigo e cuida muitas vezes de mim. Ah e já dormi muito boas sonecas ao colo dela! Também gosto muito do resto da família, sou sempre o centro das atenções e mimam-me muito.
Entretanto já pararam de me chamar o russo (ou o ucraniano), graças a Deus! Tinha um certo ar de leste sim, mas já o perdi não sei como. Fiquei com cara de rapazinho giro. Perdi as bochechas à la Mario Soares que a minha mãe tanto gostava (fazia-a rir bastante) e agora estou um redondinho mais magrito.

Não tenho ainda dentes, mas sinto-os a saírem, e isso dá-me muita vontade de morder furiosamente tudo o que me passa pela boca, desde bonecos, a dedos, mãos (até de outros), joelhos (de outros), tudo, TUDO! Babo-me imenso, e tenho de andar sempre com uns babetes engraçados, que parecem um lenço de cowboy, ao pescoço - mas ao menos tenho estilo!

Não sou miúdo de dormir muito durante o dia... para quê? tanta coisa para ver e fazer. À noite sim durmo bastante (claro que às vezes descambo!), mas adoro começar cedo o dia. 6h da manhã parece-me quase sempre uma boa hora! E não descanso enquanto não tomo o meu biberão do pequeno almoço! Fico sempre muito aflito para mo darem. E à noite, se não me dão o jantar à hora certa passo-me dos carretos literalmente. Aliás... aproximarem-se de mim com uma malga vossa quando falta mais ou menos ainda uma hora para eu ir comer... é um erro crasso! E na creche passaram a ter de me dar de comer mais cedo ao almoço e ao lanche, porque é tortura ver os meus amigos a comerem e eu a olhar. Comer é assunto sério e eu não brinco com assuntos sérios!

Uma altura curiosa do dia é quando os meus papás me deitam à noite. Ao contrário do que acontece durante o dia (mesmo ao fim de semana), eles dão-me um colinho bom até eu adormecer. A minha mãe tem a teoria que essa é a razão pela qual depois durmo tão bem durante a noite, porque me sinto hiper relaxado, amado e seguro. Já a ouvi dizer que lamenta não ter feito o mesmo ao M. Com ele tudo foi menos instintivo fruto da insegurança de primeira viagem. Ele, em bebé, era deitado mais para adormecer sozinho - como é "suposto" - embora com o tempo também tivesse grandes colinhos para dormir. Eu sempre fui deitado com calma e tempo. Toda a gente lhes diz que quando crescer não vou saber adormecer de outra maneira, mas acho que eles se estão a borrifar... Eu sou um fofo e de certeza que vou colaborar!

Ah, sabem eu acho é que a minha mãe tem super poderes! A sério que acho. É exímia a adormecer-me. Tenho muitas manhas e não gosto nada de ter de ir dormir. Ao contrário do meu mano que adormecia rapidamente quando estava cansado, eu fico elétrico e é mesmo difícil acalmar-me. Ao colo semi deitado eu esperneio, dou estaladas, arranho, puxo cabelos, choro irritado, e coisas assim. Claro que depois canso-me. Mas mal parece que já estou a adormecer... heis que me lembro que não quero dormir e expresso-me novamente com toda a indignação a que tenho direito! Mas no meio disto, apesar de também fazer fita com a minha mamã... não sei... há algo nela... aninho-me bem, faço a minha cantilena de adormecer, e muitas vezes ela olha-me nos olhos muito tempo, eu olho para ela e zás... parece feitiço, começo logo a querer fechar os olhos. Se ela olha para o lado, sem ser para mim, desperto logo! Mas se continua a olhar para mim o sono começa a chegar. E aquele bater do coração dela... sei lá... põe-me calminho, tenho a sensação de que já ouvi aquilo em qualquer lado...

Todas as tardes (e esta mordomia já só vai durar mais 3 meses) ela vai-me buscar cedo e segue comigo para casa. Por vezes vamos buscar o mano, mas dado que estou muitas vezes constipado ou com otites, ela acaba por me levar logo para casa. Se adormeço no ovo ela carrega com ele até dentro de casa e fico a dormir no meu quarto, dentro do ovo. Se não adormeço lá ela ainda vê se durmo um bocado na cama. Se não adormeço em lado nenhum e não estou mesmo para aí virado (o que tem sido bastante frequente) então ela senta-se comigo no meu tapete fofinho de bebé e ficamos ali quase 1h a brincar. Agora que já me sento sozinho sem ajuda, fico muito tempo a brincar com os brinquedos. A minha mãe brinca comigo. Por vezes também aproveita e vai dobrando roupa lavada. Outras vezes leva um tabuleiro e vai descascando lá os ingredientes para fazer as minhas sopas. Vou falando com ela. Adoro quando sorrio para ela e sou correspondido. Ela faz-me muitas festinhas e dá-me muitos beijinhos. Gosto muito!

Vem aí o verão e quero o tempo bem quentinho e sem muitas ventanias (senão os meus ouvidos sofrem) para poder estar à vontade e sem muita roupa, porque não gosto nada de me vistam.

Fiz agora 9 meses e estou mais do que preparado para as novas aventuras que aí vêm!