quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015

O inferno chegou cá a casa

E pronto. Depois de ter cantado de galo (e com razão) e de ter celebrado o facto de o P. até fazer noites boas e longas eis que, agora com 4,5 meses o rapaz se desencaminhou. Desde há dias que (durante o dia) dorme 30 minutos aqui e ali, e mal acorda é berrar a plenos pulmões. Passo o dia a tentar ver se dorme mais: ponho a chucha, chego a dar colo para acalmar, deixo chorar, dou a mão, etc etc. Só se cala quando abro a persiana e vê que não vai dormir. Depois é vê-lo na espreguiçadeira ou no ginásio a bocejar o tempo todo, com os olhos meio vermelhos de sono. Anda agora mais exigente da minha presença (ou de quem estiver a cuidar dele na altura) e é basicamente uma treta. Estou exausta emocionalmente e fisicamente.
Depois chega a noite e tem acordado várias vezes sem sabermos porquê. E isto de um dia para o outro. Terá a ver com a introdução de sólidos? (papas e fruta?) Não percebo sinceramente.
Não me parece que esteja doente ou com frio ou com nada de mais. Estou cansada e daqui a dias a minha licença de maternidade acaba. Buááááááááá....