domingo, 2 de junho de 2013

... fim-de-semana do Dia da Criança

Às vezes, agora pós-faculdade e residências e estudos intermináveis e farras intermináveis, vejo-me a fazer diretas sem me divertir propriamente. Esta noite foi uma delas. E não estou contente. O meu bidu pequeno passou de estar coberto com borbulhas mas estar ok, a estar cobertérrimo de borbulhas - umas com umas bolhas de 5mm cheia de líquido, outras já rebentadas e com ar horripilante - a estar a chorar super incomodado e a roçar-se por tudo o que é canto, desesperado. A noite passou-se com pedidos incontáveis de colo e beijinhos nos sítios onde se queria coçar e não podia (a troca foi mais ou menos essa: não coças, mas dou beijinho aí que "ajuda a passar").
Entre o rebola para aqui, rebola para ali, choro, pedidos de beijinhos, xarope para a febre (desde sábado à tarde que tem 38º, damos medicamento e passadas umas horas está de novo a subir...), Atarax, tentativa de colocar creme apaziguador ou então colocar Betadine (Nãoooooooo, não queroooo maissss.... não quéé mais.... buááá)... não se dormiu NADA. De manhã quando olhei para ele... jesus... que cara, que corpo... ar mais leproso não podia ter tadito. Um ar muito desolado e desconfortável. Colo!, colo! a toda a hora. A coisa não está fácil, mas o que me desespera é mesmo esta febre que era baixa e que agora subiu e que teima em não descer sozinha. É normal?... não é normal?... Já vamos no quarto dia de borbulhagem e continuo a ver mais a aparecerem...
Não consegue brincar sossegado, não consegue dormir bem a sesta, não consegue dormir nada à noite. Está exausto e desconfortável a toda a hora. Não há nada que eu faça que alivie. Começo a entrar também em desespero. E fico bastante irritada por a pediatra nunca nos ter dito que há vacinas para prevenir esta porcaria (eu não fazia ideia) e não termos tido hipótese de escolha.
Está agora a dormir a sesta, sossegado, sem choro. A ver se descansa, a ver se descanso também, embora não consiga dormir.
E eu a pensar que ia passar o fim-de-semana a passear neste sol fantástico, ou ir à feira do livro, ou fazer qualquer coisa ao ar livre e aproveitar o tempo.

Vou indo, o bidu está de novo a choramingar...