sábado, 1 de outubro de 2011

Especial noite de aniversário

São 2h30 da manhã do dia 1 de Outubro. O meu aniversário já passou. O dia foi longo. A noite também. O m. deitou-se mais tarde e mostrou as gracinhas novas a toda a gente: o encaixar perfeito dos sólidos geométricos na casinha com as formas recortadas e depois as palminhas que bate a si próprio e o sorriso de orelha a orelha quando todos reconhecem a façanha e batem palmas também LOL; todos se riem com os passinhos meio bêbados que já vai dando. É uma alegria! Esteve de pijama essa parte toda, o que o faz parecer ainda mais um bonequinho animado. Não sei se da excitação ou do calor, ou de ambos, não dormiu nada grande parte da noite. Sempre a dar voltas na cama, a ir falando, choramingando. O boneco musical (e que se ilumina) tem estado sempre a ser tocado por ele. Não percebo o que se passa e fico às claras também.
A certa altura decido ir lá. Ver se está quente, ver apenas.
Ele vê-me e levanta-se silenciosamente. Não está agitado nem a chorar. Simplesmente está acordado. Com uma insónia tal como a mãe :)  Lá levanta os bracinhos para um colinho. Embora eu saiba que não o devo habituar a colo sempre que vamos lá à noite, não resisto a pegar-lhe - o meu grandão pequeno, já deve pesar 10kg seguramente... Não fico na posição mais confortável porque de facto está muito pesado, mas ele por outro lado está muito bem lol. Aninha-se várias vezes para se encaixar melhor. Acaba por ficar no colo com a cabecita apoiada no meu ombro, abraçado a mim, com uma das mãozinhas a fazer-me festas no braço e a ir enrolando a manga da minha tshirt do sanguinário True Blood (eu sabia que ia conseguir dar algum uso às tshirts). Fica assim uns bons minutos. Eu falo-lhe baixinho. Sinto-o nas sete quintas por ter aquele miminho inesperado, sem ter precisado de chorar. A luz de presença está ligada desde que lhe peguei ao colo e assim, passado um bocado, deito-o de novo. Temo que comece a chorar e que a calmia tenha fim. Mas surpreendentemente não.
Fica deitado, meio adormecido, meio acordado. Consigo fazer-lhe mais umas festinhas e olhar bem aquela carinha bochechuda, aquela boquinha que tantos beicinhos faz ultimamente. É mesmo lindo o meu fofuxo. Desligo a luz de presença e saio silenciosamente para o meu quarto. Deito-me. Silêncio ainda no quarto ao lado. Fantástico!
Tento voltar a adormecer rapidamente. Não é fácil. 
Mas hoje pela primeira vez o meu pequenino dormiu até às 9h :)))

Agora são 13h, ele ainda dorme a sesta do almoço, mas deve estar quase a acordar. Tenho de me ir vestir. Hoje o meu pai faz anos e vamos almoçar à zona preferida dele :))

Está sol!

Gosto tanto quando está calorzinho :)